08 junho, 2016

Resenha - A Rainha Vermelha

Título: A Rainha Vermelha - Série A Rainha Vermelha #1
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 422
Ano: 2015
Gênero: Distopia/Fantasia/YA

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.
Todos podem trair todos.

Em A Rainha Vermelha o mundo é dividido entre vermelhos e prateados, os prateados são os superiores e o povo vermelho é praticamente escravizado pelos prateados, uma divisão bastante marcante, os prateados tem poderes, são ricos e fazem parte de casas importantes enquanto os vermelhos servem somente para o trabalho bruto, vivem em estrema pobreza, mas o povo sofrido sabe que precisa lutar contra as forças dos prateados e é aí que surge os rebeldes da Guarda Escarlate.
O livro começa com Mare narrando sobre seus pequenos furtos e sobre seus irmãos que foram enviados para a guerra, ela logo completará 18 anos e acredita que será enviada para a guerra também. Mare tem um amigo, Kilorn, ele é aprendiz de um pescador, seu pai foi mandado para a guerra e retornou morto, o pai de Mare também esteve na guerra e voltou com vida, mas sem uma das pernas e um pulmão.

Na primeira sexta-feira do mês de agosto (Efeméride de agosto) todos são obrigados a ir para a arena, somente os que fazem trabalhos essenciais são dispensados. As arenas foram construídas para as lutas, assim os presos não são somente executados, eles viram atração. Nos lugares onde há arenas os vermelhos cometem menos crimes.

Quando Kilorn conta a Mare que seu mestre está morto e ele será mandado para a guerra, ela fica desnorteada, ela aceita ser enviada para a guerra, mas ele não, não seu melhor amigo, ela sente como se precisasse proteger ele e ela vai fazer isso sempre, então ela resolve que eles precisam fugir. A fuga pode ser arrumada, mas ela precisará pagar e não sabe de onde tirar tanto dinheiro, então pede ajuda a irmã Gisa. Enquanto Mare está colocando seu plano de conseguir o pagamento em andamento, ela assiste na TV a notícia sobre o atentado que ocorreu na capital em Archeon e o autor do atentado é o que chamam de Guarda Escarlate e Mare conhece a mulher que está falando, é Farley a mulher que disse poder ajudar ela e seu amigo na fuga. O pânico se espalha por causa do atentado terrorista e Gisa tenta ajudar e acaba levando a pior.

Sem saber Mare conhece um dos príncipes herdeiros e é ele que a salva, ele consegue um emprego para ela no palácio do rei. Agora ela está ali bem perto do rei, perto das pessoas que ela tanto tem repulsa, ela chegou ao castelo no exato momento em que as garotas das casas estão mostrando seu poder ao príncipe, a que for mais forte será a escolhida. Durante a apresentação das garotas algo acontece com Mare e ela descobre que tem um poder também, assim como os prateados, mas não entende como isso pode ser possível, pois seu sangue é vermelho.

Sem saber o que fazer o rei decide que Mare deverá se passar por uma prateada que foi criada por um vermelho e só agora descobriu sua verdadeira identidade e ela deverá se casar com o seu filho mais novo, Maven e será princesa. Agora Mare Barrow não existe mais, agora ela é Mareena Titanos, herdeira da casa Titanos, filha do general da Legião de Ferro.
Mare começa a ter aulas para aprender a se comportar como uma prateada, nesse meio ela conhece Julian Jacos, tio de Cal, ele quer saber mais sobre o poder de Mare e vai ajudá-la, a saber, como usá-lo, ele sabe quem ela é e sabe que a rainha e o rei querem usá-la para acabar com a rebelião. Julian descobre que Mare é diferente dos prateados, eles manipulam a água, o fogo, o que for, mas ela não só pode manipular a energia como pode criar energia e isso é ainda mais intrigante para ele.

Mare decide que deve lutar pelos direitos dos vermelhos, ela precisa aprender a controlar e usar seu poder, ela começa a interagir com a Guarda Escarlate e descobre que há vários infiltrados no castelo.
A cada momento Mare se vê cada vez mais envolvida em uma trama de disputa de poder, segredos, mentiras e traições. Ela quer salvar o seu povo, mas acaba tomando algumas decisões de forma precipitada e isso irá lhe causar muitos problemas. Ela não é muito boa em estratégias, mas tem muita força em combate.


A autora conseguiu criar uma trama de distopia e fantasia com muitas reviravoltas, mas que inicialmente eu demorei a engrenar a leitura, mas conforme a trama foi sendo desenvolvida eu comecei a me sentir mais envolvida com os personagens. Mare inicialmente não chamou tanto a minha atenção, na verdade eu só fui começar a gostar dela no final, quando ela mostra sua ferocidade, em vários momentos eu me pegava pensando: como ela pode ser tão boba e confiar em todos? Maven é aquele personagem que se mostra gentil, solidário, mas sempre que ele aparecia eu ficava pensando naquele ditado ‘quando a esmola é demais o santo desconfia’, eu não conseguia confiar nele. Cal, ah Cal, ele é o queridinho da trama para mim, e sempre que ele e Mare estavam juntos eu sentia que ele sim é confiável. A rainha Elara é marcante por suas maldades, conforme a leitura vai evoluindo o leitor vai descobrir o que ela é capaz de fazer pelo poder. Julian é um personagem que roubou meu coração, as conversas entre ele e Mare me fizeram lembrar as conversas entre os personagens Meistre Aemon e Samwell Tarly, Julian demonstra sua inteligência e passa seus ensinamentos para Mare, ele é um homem que sofreu com algumas perdas e gosta de estar em meio a seus livros e será um aliado forte.

Os capítulos finais fizeram com que a leitura valesse muito a pena, um final eletrizante e que deixa claro que a continuação terá muito mais ação e apresentará uma trama ainda mais envolvente.

A resenha ficou longa e um pouco confusa porque esse livro traz muitas informações e situações que eu não quero largar aqui para não dar spoiler, mas já vou avisando que já li Espada de Vidro e logo vai ter a resenha aqui.


19 comentários

  1. bem, a principio fiquei curiosa com o livro mas depois de ver umas resenhas acabei desanimando... curto distopias mas essa traz alguns elementos que não fogem do clichê... e sem contar que se o livro começa arrastado e só melhora mais pro fim, sei que não vou aproveitar bem a leitura... =T
    enfim, dessa vez passo a dica...
    bjs...

    ResponderExcluir
  2. Olá! Confesso que já li dezenas de resenhas sobre essa série, confesso que desse jeito vou ter que ler, pois sua resenha me deixou com muita vontade.

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Eu preciso dizer que gostei muito desse livro. Adorei a distopia criada pela autora, os personagens super bem construídos e os vários acontecimentos que deixaram o livro todo bem empolgante. Fico feliz que você também tenha gostado da história. Eu espero em breve embarcar no segundo livro também.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nossa! Faz tanto tempo que desejo ler esse livro.. ai ai
    adorei sua resenha, me deixou com mais vontade ainda de ler.
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Não achei que a resenha ficou longa e confusa, achei que você descreveu o que realmente é que eu li em outras resenhas, porque no primeiro livro tem uma quantidade enorme de informações e é até interessante esta mistura de fantasia, mas ainda não me chamou a atenção apesar de tudo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Lizi, sua linda, tudo bem?
    Não!!! Ela não pode ficar com o irmão mais ovo, isso não é justo, eu quero ela com o príncipe!!! Como adoro uma boa fantasia o que mais me intrigou foi o poder de criar energia que a coloca em um patamar acima dos outros. E esses que estão infiltrados, acho que vai dar confusão, e ela é muito inocente, acho que ambos os lados irão querer usá-la no final. Todos elogiam esse livro, não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu adorei esse livro! Já li também o segundo volume, e estou adorando a forma como a autora está conduzindo a história. Estou muito ansiosa com a continuação, e espero poder ler a continuação em breve.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Oie, Liz, tudo bem? Quero muito ler esse livro pra descobrir o que acho: muita gente tem amado, alguns tem odiado e eu quero entender por quê. Aparentemente ele tem uma premissa que eu poderia muito bem gostar.

    ResponderExcluir
  9. Oi linda,

    Confesso que detestei esse livro.
    Nunca vi uma confusão tão sem tamanho como essa. Livro bem complicado e enrolado demais.
    Uma fantasia distópica com um emaranhado de outros livros que ficam claro com muitas frases de outras distopias famosas e a história beeem mal desenvolvida e uma personagem principal fraca e manipulável.

    O único que gostei foi do Maven haha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Realmente, a resenha ficou longa, mas não achei confusa pela quantidade de resenhas que li desse mesmo livro, então, são informações que já vi em outros blogs, diria que sua resenha ficou mais completa. O livro em questão me encanta, porém, o fato de ser série, me desmotiva.

    ResponderExcluir
  11. Lizi, gostei muito da sua resenha! Consegui entender tudo perfeitamente, e você me deixou ainda mais motivada para ler o livro. :)

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem? Gostei bastante da resenha! Esse é um livro que estou apenas aguardando uma promoção bacana para comprar logo, haha. Quero muito ler ele!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  13. Ao contrário de você, engrenei na leitura desde a primeira página! Me apaixonei por esse livro e achei o máximo o poder da Mare ser diferente e superior ao de qualquer prateado, uma vez que ela conseguia criar e não só manipular. O Julian roubou meu coração também, adorei o livro e estou ansiosa pela continuação.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. oi

    poxa, adorei a sua resenha...

    ainda não li o livro, dá pra acreditar?

    mas pretendo ler em breve e sua resenha me motivou a ler loguinho...

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Ainda não li esse livro mas tenho muita curiosidade, adoro distopias e essa parece ser bem interessante. Fiquei com muita vontade de saber mais sobre os personagens.Adorei a sua resenha. =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oii!
    Fico feliz que você gostou de leitura e que tenha tido vontade de ler os outros!
    Eu, particularmente, li esse livro ano passado e não me chamou a atenção nem um pouco :/ Eu achei a história muito parecida com várias outras coisas que eu já tinha lido. Não sentia um senso de novidade e nem a escrita eu achei tão incrível assim. Por isso, não posso dizer que odiei o livro, mas não tive vontade nenhuma de continuar :/
    Por outro lado, tem um livro que se assemelha um pouco a esse, mas eu acredito que a escrita e até os próprios desenvolvimentos de personagens sejam muito mais interessantes do que a Mare. Se chama Uma Chama Entre As Cinzas, da Sabaa Tahir. Se você gostou de A Rainha Vermelha, acredito que você vai gostar muito mais ainda desse! :)
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Lizi. Adorei sua resenha...esse livro tem despertado minha curiosidade, pois ouvi diversas opiniões diferentes a respeito do mesmo. Alguns gostaram outros não, mas quero ler para tirar minhas próprias conclusões. Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oie
    nunca li o livro mas tenho bastante curiosidade pela série então pretendo tentara leitura quando tiver mais tempo pois minha amiga sempre em indica e gosto do que leio nas resenhas, bem legal a dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Liziane!
    Não achei a sua resenha nem longa e nem confusa, para falar a verdade gostei bastante do que li aqui.
    Essa é uma série que eu quero muito ter a oportunidade de ler e gostei muito da sua sinceridade. Acho que foi a primeira resenha que mostrou que o inicio da história pode ser lento. Gosto do seu lado crítico... mas o que importa é que o final de fato vale a pena.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Olá!!!
Obrigada pela visita.
Sua opinião é muito importante para mim.
Deixe o link do seu blog ou site para eu retribuir a visita.
Beijos Lizi